Almost 30

Mais um ano…

Daqui a poucos dias faço 30 anos, é isso! Dia 21 vou passar a ser trintona!

Quando fiz 29, e partilhei um texto aqui no blog a falar de como entrava sempre assim numa mini-depressãozinha quando chegava à altura dos meus anos, mas que tinha decidido afastar isso… E este ano estou a fazer exactamente a mesma coisa, até porque só tenho é razões para celebrar!

Por mais que pareça clichê, eu acredito que quando nos acontecem coisas menos boas ou a vida nos põe à prova, é sempre por algum motivo. É sempre para nos transformarmos em seres humanos melhores. Eu erro, muito, todos os dias, e às vezes demoro mais tempo a perceber porquê ou a tirar uma lição desse erro, mas a resposta acaba sempre por vir. Em relação a este ano ainda estou à espera de uma resposta ou outra, mas sei que a seu tempo vai chegar.

Comecei logo o ano com os pés dentro de água numa praia na Tailândia, na minha primeira grande experiência de viajar sozinha (1ue foi uma das melhores coisas que já fiz). Fortaleci amizades e abri o meu coração a novas, sem medos. Desiludi uma amiga, mas tento sempre mostrar-lhe que continuo aqui.

Lancei um livro de que me orgulho tanto, todos os dias sinto que consegui ajudar alguém só por ter partilhado parte da minha história. Sinto que consegui encorajar jovens mulheres a sentirem-se mais confiantes e fortes.

Lancei biquínis, escrevi para o jornal Metro, dediquei-me de corpo e alma ao blog. Mostrei sorrisos com a Colgate e partilhei vegetais com a Compal.

Vivi dois meses em Ponte de Sôr com o Julio, afastada de tudo e todos para aproveitar a oportunidade de fazer teatro. Acabei por não conseguir avançar com a peça porque tive um acidente de carro e talvez uma fase mais turbulenta, onde me senti a ser posta à prova emocionalmente mais uma vez… Mas teve um final feliz.

Fui a uma despedida de solteira que me fez sentir e divertir como se tivesse 16 anos. #ibizacrew. E fui a um dos casamentos mais bonitos da minha vida porque vi duas pessoas que se amam profundamente a celebrarem verdadeiramente o amor. Raquel&Kito ❤️

Dancei muito, vi concertos bons, fui a festivais, sinto-me mais confiante e gosto cada vez mais de mim.

Ouvi música tão boa!

Fiz e ainda faço parte de um projecto chamado Santa Bárbara. Sinto-me grata por fazer parte deste projecto e cruzar-me todos os dias com excelentes profissionais!

Também fui a um casamento cigano lindo de morrer, com calor, amor e um bebê desejado a caminho, que felicidade.

Vi um carro a explodir, um carro que tinha amigos que saíram do carro mesmo a tempo, não é André Henriques?

Vi separações, bastantes… Faz parte não é? Mas não deixa de ser triste…

Vi amigas em fases menos boas mas todas ficaram mais fortes, bonitas e felizes com tempo.

Fui explorar a Madeira, a natureza!

Continuei a meditar (menos do que queria, mas o objectivo dos 30 é voltar a centrar-me mais).

Fui aos Emmys Internacionais em Nova York, super vaidosa!

Fiz a capa da Women’s Health ao natural!

Cantei com os HMB na minha sala!  Na minha sala!!!! Come on, respect! 😀

Nasceram bebês, mudei de casa, aconteceu tanta coisa boa. Tenho mais paciência, mais calma, mais cabelo, mais umas rugas e mais celulite, mas muito mais amor para dar 🙂

Aceito melhor quem não gosta de mim (apesar de custar sempre um bocadinho, mas é um exercício), mas também não venham fingir… Que eu topo-vos e depois ouvem aquilo que não querem…

Bem, com isto podem perceber que a minha depressão anual este ano aqui não canta! Sim vou fazer 30, achava que estaria casada e com bebês, um jardim e o Júlio. Não estou, mas estou bem, estou feliz! Cheia de ideias, a preparar a minha próxima viagem sozinha, e com a esperança de ter uma família um dia, na altura certa.

Até lá, continuamos juntas aqui na luta! Sempre para sermos mais felizes e conhecedoras de nós próprias.

30

Ahh and by the way…

Apaixonei-me, perdidamente…