Carta Aberta ao Presidente da República

Exmo. Senhor Presidente da República Doutor Aníbal Cavaco Silva,

A Constituição Portuguesa garante a Igualdade de Direitos e dignidade social a todos os cidadãos, afirmando que, e passo a citar, “ninguém pode ser privilegiado, beneficiado, prejudicado, privado de qualquer direito ou isento de qualquer dever em razão de ascendência, sexo, raça, língua, território de origem, religião, convicções políticas ou ideológicas, instrução, situação económica, condição social ou orientação sexual.”

Exmo. Senhor Presidente da República Doutor Aníbal Cavaco Silva,

Neste país e como em qualquer outro, existem milhares de crianças que, por inúmeras e variadas razões, infelizmente vivem em instituições sem o amor de pai ou de uma mãe.

Exmo. Senhor Presidente da República Doutor Aníbal Cavaco Silva,

Neste país, existem milhares de pessoas que querem adoptar, que têm todas as condições para dar um futuro com condições a estas crianças, para dar todo o amor e carinho de que elas precisam para florescer.

Exmo. Senhor Presidente da República Doutor Aníbal Cavaco Silva,

Tendo em conta os três pontos acima referidos, venho apenas demonstrar a minha surpresa e desagrado perante o veto que Vossa Excelência aplicou à alteração da lei da adopção. Tenho esperança que a Assembleia volte a aprovar este decreto ainda durante o seu mandato, e daqui a umas semanas teremos o prazer de ver Vossa Excelência promulgar este mesmo diploma (por não poder vetar uma segunda vez). Será quase poético.

Atentamente,

Jessica Athayde

P.S – Vetou também as alterações à lei do aborto? Sinceramente…