Não Queiras Ser Perfeita…

Eu ia esperar até dia 20 para vos dar esta novidade, mas o facto é que não consegui. Aqui vai mais uma surpresa.

Há um ano atrás recebi um convite para escrever um livro. Isto foi na altura em se começaram a falar sobre batidos verdes, tinha acabado de fazer uma capa para a Sábado relacionada com esse tema, e despertei o interesse de uma editora (a Esfera).

Inicialmente era para ser um livro de receitas de batidos, mas estava muito reticente porque não sou de maneira alguma nutricionista, e não estava minimamente preparada para partilhar a minha história (que de certa forma explica o porquê de ter começado a beber sumos verdes).

Como sabem, ao longo do último ano, várias coisas aconteceram. Depois de toda a história das críticas ao meu corpo, ganhei coragem e força para dar uma resposta em relação a isso. Mais tarde fiz uma entrevista à Maria Capaz em que decidi falar finalmente sobre a minha anorexia nervosa, sobre a minha ansiedade, sobre já ter pesado 42 quilos e sobre já ter pesado mais 10.

Com tudo o que se passou, nunca deixei de ir alimentando este livro, juntando todas as receitas que achava que faziam sentido e muito da minha forma de estar na minha vida – desde meditação a exercício físico, danças com a Blaya, contacto com cães, viver rodeada de amigos e transformar a minha cozinha na minha farmácia (e vice-versa)… Bem-estar talvez seja a palavra certa.

A partir de sexta-feira dia 20, “Não Queiras Ser Perfeita – Mas Faz o Melhor Por Ti” vai estar à venda por todo o país. Lá vão encontrar receitas raw, receitas sem glúten, participações de uma naturopata e de um psicólogo, medicina chinesa e muito mais.

É o meu bebé e estou super orgulhosa e contente por ser finalmente publicado… Não sinto que seja um livro de modas, acho mesmo que muitas mulheres se vão identificar com a minha história e com um pouco daquilo que transmito. Também não estou a tentar ser escritora, apenas estou a partilhar algo que penso poder vir a ser uma mais-valia para muitas pessoas, e todo o processo acabou por ser bastante terapêutico para mim.

A partir de sexta-feira vou estar n’alguns sítios a promover o livro, depois digo-vos as datas e locais. Até lá, por favor partilhem, gostem, comentem e critiquem… Estamos cá para ouvir.

livro